O número de bebês com diagnóstico para microcefalia vem reduzindo a cada dia no Hospital Mestre Vitalino. A unidade oferta todas as terças-feiras, 25 vagas e, ultimamente, estão buscando os serviços uma média de dez mães, por semana, com seus filhos para fechar o diagnóstico.

Para o Diretor do HMV, Marcelo Cavalcanti, essa redução deve-se ao fato dos últimos dois grandes mutirões que ocorreram no mês de abril que acabou com possíveis filas de espera, além do maior cuidado que cada município do Agreste está tendo no controle do mosquito Aedes aegypti.

“A população está entendendo que é importante ter o controle da proliferação do mosquito que transmite as doenças de arboviroses, além da microcefalia. Quando há uma união do Poder Público e população, observamos que estamos vencendo a batalha.”, destacou Cavalcante.

O HMV iniciou a oferta de serviços para diagnóstico de microcefalia em dezembro do ano passado. Até o momento, foram atendidos 425 bebês, dos quais 56 tiveram a confirmação da doença.

A unidade atende ao público infantil da 4ª e 5ª Região de Saúde que compreendem 53 municípios e as marcações ocorrem por meio da Central de Regulação de Leitos que encaminham os bebês para a unidade.

No HMV, os bebês passam por uma avaliação especializada com neuropediatras e fazem exames complementares, como a tomografia computadorizada e o recolhimento do LCr (Líquido Cefalorraquidiano) o qual busca possíveis patologias neurológicas.

Com a confirmação da microcefalia, os bebês são acompanhados por uma equipe multiprofissional do HMV e também pela rede de saúde do município de origem do paciente, ou pela UPAE de Caruaru. 

 

Os acompanhantes e pacientes da clínica médica adulto do Hospital Mestre Vitalino se animaram, nesta última segunda-feira (20), com arraial que foi montado pela Comissão de Humanização, em parceria com a Direção da unidade. A festa teve direito a trio pé-de-serra, quadrilha e muitas comidas típicas. Cerca de 50 pessoas participaram do evento.

O HMV comemorou, nesta última terça-feira (14), os dois anos de inauguração da unidade com mais de 30 mil atendimentos.  O clima junino tomou conta do hospital e, para lembrar a data, a Direção juntamente com a Comissão de Humanização preparou um arraial junino para mais de duzentos colaboradores.

O refeitório e as principais entradas foram ornamentadas com bandeiras e balões. Uma mesa farta com muitas guloseimas foi oferecida aos colaboradores e não faltou música e quadrilha. O evento foi realizado numa área livre do hospital a fim de não interromper o fluxo do atendimento cotidiano.

O Hospital Mestre Vitalino foi inaugurado em 14 de junho de 2014 e é destinado à população da 4ª e 5ª Região de Saúde, que compreendem 53 municípios. É a maior e mais moderna unidade pública do interior do Estado, com mais de 47 mil metros quadrados. O investimento para construção foi de 102 milhões de reais, com verbas do governo Federal e Estadual. Atualmente, o HMV é administrado pela Organização Social em Saúde do Tricentenário.

O HMV comemorou, nesta última terça-feira (14), os dois anos de inauguração da unidade com mais de 30 mil atendimentos.  Atualmente, a unidade opera com 186 leitos, sendo 40 de UTI adulto, 10 de UTI pediátrica, 25 de neurologia, 19 de oncologia, 22 de pediatria, 31 de clínica médica e 39 de urgência e emergência.  Só nos ambulatórios, deram entrada 9.414 pessoas. Já nas emergências adulto e pediátrica somam-se 4.425 pacientes.

No fim do ano passado, foi aberto o Centro Cirúrgico que já beneficiou gratuitamente 419 pessoas. O Centro é destinado para cirurgias eletivas que são aquelas em que se consegue escolher a melhor data para se realizar o procedimento cirúrgico. O espaço funciona com três salas que foram equipadas com recursos de infraestrutura e tecnologia médico hospitalar de última geração contemplando monitores de alta definição, focos cirúrgicos à LED, controle de temperatura e umidade através de sistema de ar condicionado com fluxo laminar e pressão positiva, além de sets de videolaparoscopia de alta definição e intensificador de imagem de 12 polegadas.

Programação Festiva – Para lembrar a data, o HMV preparou uma programação especial em clima junino. O refeitório e as principais entradas foram ornamentadas com bandeiras e balões. O bolo não podia ser diferente, foi totalmente regional, com os ingredientes de guloseimas do Nordeste. Também não faltou música e quadrilha. O evento foi realizado numa área ao ar livre do hospital a fim de não interromper o fluxo do atendimento cotidiano. Mais de duzentos colaboradores participaram das comemorações.

O HMV foi inaugurado em 14 de junho de 2014 e é destinado à população da 4ª e 5ª Região de Saúde, que compreendem 53 municípios. É a maior e mais moderna unidade pública do interior de Pernambuco, com mais de 47 mil metros quadrados. O investimento para construção foi de 102 milhões de reais, com verbas do governo Federal e Estadual. Atualmente, a unidade é administrada pela Organização Social em Saúde do Tricentenário.

O Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru, iniciou, nesta última segunda-feira (06), a oferta de serviços de odontologia aos pacientes internados nas UTIs (Unidades de Terapia Intensiva). Atualmente, a unidade dispõe de 40 leitos de UTI adulto e dez pediátricos.

O atendimento inédito, no interior do Estado, tem como foco principal a oferta de diagnóstico e tratamento para o controle de infecção de origem estomatológica juntamente aos cuidados paliativos.

De acordo com o diretor geral do HMV, Marcelo Cavalcanti, os pacientes internados em UTIs devem receber cuidados especiais e constantes, não só para tratar o problema que o levou à internação, mas também para cuidar dos demais órgãos e sistemas que podem sofrer alguma deterioração prejudicial para a sua recuperação.

Cavalcanti acrescenta  ainda que o atendimento odontológico do paciente também contribui na prevenção de infecções hospitalares “ As infecções respiratórias são as mais frequentes, entre elas a pneumonia nosocomial ou hospitalar.”, explicou.

 

Localização

© 2017-2019 Hospital Mestre Vitalino. Todos os direitos reservados