Neste período chuvoso a incidência de acidentes com animais peçonhentos é bem maior, uma vez que os ambientes e objetos escuros e úmidos favorecem a permanência dos animais. Atualmente, o Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru, é referência para os atendimentos destes casos.

 

Por mês a unidade atende em média 25 pessoas vitimadas por acidentes ofídicos (por picada de cobras) ou escorpiônicos (por picada de escorpiões), sendo cerca de 70% dos casos ofídicos. Embora seja um hospital totalmente regulado (pacientes encaminhados para a unidade via Central de Regulação), para estes atendimentos a unidade é “porta aberta”.

 

Desta forma, a recomendação é que a vítima de picada de animal peçonhento lave a área com água e sabão neutro e dirija-se a uma unidade de saúde mais próxima da sua residência ou procure diretamente o HMV para realizar o atendimento e verificar a necessidade de aplicação do soro específico. 

 

Para facilitar o tratamento, se possível o animal deve ser levado até a unidade para identificação da espécie. O Hospital Mestre Vitalino fica localizado na avenida Amazonas, 175, bairro Universitário, às margens da BR-104.

No final do mês de maio, o Hospital Mestre Vitalino passou a ofertar 10 leitos de UTI coronariana, uma complementação ao atendimento cardiológico já prestado na unidade. Durante o primeiro mês de funcionamento 42 pacientes foram admitidos na unidade e 35 deles receberam alta médica.

 

Os novos leitos tornaram possível a realização de cirurgias cardiológicas. O serviço completou um mês de funcionamento na última quinta (06), totalizando 11 procedimentos cirúrgicos neste período. O serviço de alta complexidade é referência para a 4ª Região de Saúde, que compreende 52 municípios do Agreste.

 

José Lucas Rodrigues, 51 anos, foi o primeiro paciente a passar pela cirurgia cardiológica na unidade, e demonstrou satisfação em poder realizar o procedimento na cidade que reside. "Quando comecei a sentir as dores no peito, procurei um hospital e depois do diagnóstico fui encaminhado para a lista de espera, eu moro no sítio Lajes, zona rural de Caruaru, e tinha uma possibilidade de eu ter que ir para Recife, mas dentro de 15 dias eles já conseguiram me colocar aqui no Mestre Vitalino. Desde que entrei nesse hospital que eu sou bem tratado por todo mundo, não tenho do que reclamar".

 

Todos os atendimentos para cirurgias cardiológicas são regulados, o que significa que os pacientes são encaminhados de outras unidades para o HMV, via Central de Regulação da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES). O Hospital Mestre Vitalino fica localizado na avenida Amazonas, Rod. BR-104, 175, bairro Luiz Gonzaga.

Na tarde desta quarta (21), o arraial tomou conta do Hospital Mestre Vitalino. Em clima totalmente junino, os colaboradores participaram de uma comemoração regada a muito forró para celebrar os três anos de funcionamento da unidade, que foi inaugurada no dia 14 de junho de 2014.

 

“Este é de fato um momento festivo para nós que fazemos o HMV, ainda mais para a gestão Tricentenário, por estarmos vendo o crescimento e a completude dos serviços ofertados pelo Hospital que é referência para a região, e até mesmo para Pernambuco˜, afirmou Marcelo Cavalcanti, diretor do HMV.

 

A festa foi montada na área de convivência do HMV, onde os funcionários puderam apreciar comidas típicas, participar de brincadeiras juninas e dançar bastante forró. De forma improvisada, uma quadrilha foi montada para animar ainda mais as comemorações.

Em janeiro deste ano, o Hospital Mestre Vitalino (HMV), em Caruaru, realizou mutirão de ortopedia para o atendimento de crianças com Síndrome Congênita do Zika/Microcefalia. Ontem (06), das 8h às 14h, um novo mutirão, em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), foi realizado para que as crianças passassem por nova avaliação. 

 

O mutirão contou com seis ortopedistas, além da equipe multiprofissional do HMV, e beneficiou 61 crianças dos municípios das Gerências Regionais de Saúde (Geres) de Limoeiro, Caruaru, Arcoverde, Salgueiro, Afogados da Ingazeira e Serra Talhada. 

 

"Com esse mutirão os profissionais verificaram o desenvolvimento motor das crianças. Além de avaliarem como está sendo feito o uso das órteses e se alguma criança está precisando de algum outro tipo de suporte complementar como o uso de botox. Esse acompanhamento é algo essencial para auxiliar no desenvolvimento desse público", afirmou Dr. Marcelo Cavalcanti, diretor do HMV.

 

O Hospital Mestre Vitalino realiza o atendimento de rotina das crianças com Síndrome Congênita do Zika/Microcefalia nas especialidades de neuropediatria, gastropediatria e psicologia, todas as terças-feiras. Já as Unidades Pernambucanas de Atenção Especializada (UPAE) de Caruaru e de Belo Jardim, que atendem os municípios da IV Geres, contam com os atendimentos de fonoaudiologia, fisioterapia, terapia ocupacional e psicologia.
 
__

 

NÚCLEO DE APOIO ÀS FAMÍLIAS – Com o intuito de coordenar e monitorar o trabalho relacionado às famílias e crianças com microcefalia, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) instituiu, em maio de 2016, o Núcleo de Apoio às Famílias com Microcefalia. Formado por uma equipe de 13 assistentes regionais distribuídos nas 12 Regionais da Saúde, um assistente e um coordenador no Nível Central, é responsável por monitorar e acompanhar, de modo regionalizado, as crianças notificadas durante toda a linha do cuidado, além de prestar apoio às famílias e desenvolver estratégias para garantir seus direitos.

 

Assim, faz parceria com a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, Secretaria Estadual de Defesa Social, INSS, Programa Mãe Coruja, UMA (União de Mãe de Anjos) e em especial com as Secretarias Municipais de Saúde, elaborando estratégias para atender as famílias e buscando soluções para as problemáticas já existentes. Quinzenalmente, promove reuniões com esses grupos, com o objetivo de identificar possíveis dificuldades e aperfeiçoar o próprio atendimento da rede estadual de saúde.
 
 
 
 
 
 

Em atendimento ao requerimento do deputado Tony Gel, no último dia 05 de junho a Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco (ALEPE) concedeu ao Hospital Mestre Vitalino voto de congratulações por ser o único hospital do SUS no interior do Estado a oferecer tratamento cardiológico de alto nível por meio do Setor de Hemodinâmica, inaugurado em dezembro de 2016.

 

Atualmente, o Hospital Mestre Vitalino atende com esse serviço pacientes de 45 municípios do Agreste e do Sertão do Estado. A justificativa do voto de congratulações registra ainda a importância dos pacientes não precisarem se deslocar para os hospitais da Capital Pernambucana para realizar os procedimentos, o que garante socorro imediato e a proximidade da família no processo de recuperação.

 

Desde o início do serviço, o HMV já atendeu no setor de hemodinâmica mais de 800 pacientes, que permanecem sendo acompanhados pelo Hospital após a realização dos procedimentos.

Localização

© 2017-2018 Hospital Mestre Vitalino. Todos os direitos reservados