É com grande pesar que o Hospital Mestre Vitalino (HMV) comunica o falecimento da técnica de enfermagem Delvair Ana da Silva, colaboradora da unidade. Ela estava internada no Hospital e veio a óbito ontem (02), vítima da Covid-19. O HMV presta solidariedade aos familiares e amigos, e sente pela perda desta importante profissional que doou a sua vida em benefício de tantas pessoas.

Pacientes com Covid-19 poderão se comunicar com os familiares por meio de tablets

 

Com a situação de pandemia, as unidades de saúde precisaram adotar como medida preventiva a suspensão de visitas familiares. No Hospital Mestre Vitalino (HMV), no Agreste de Pernambuco, as visitas estão suspensas desde o dia 04 de maio. Pensando na importância dos vínculos familiares para o processo de recuperação dos pacientes que estão em isolamento, o Governo de Pernambuco desenvolveu o Projeto VISITA.COM, que visa proporcionar atendimento humanizado, acolhimento e comunicação aos pacientes, promovendo uma interação por videochamada. 

Ontem (21) foi o primeiro dia que esse projeto começou a ser executado no HMV, que recebeu 05 dispositivos para estabelecer esse contato entre os pacientes e suas famílias. As visitas serão realizadas em dias alternados, de segunda a sexta. A proposta do projeto é que este contato seja facilitado por um profissional de saúde, para que o paciente não tenha contato com o dispositivo. Para garantir a segurança e prevenir a contaminação, todos os aparelhos passam por um criterioso protocolo de higienização. 

“As unidades referenciadas para o tratamento de pacientes acometidos pela Covid-19 estão recebendo este importante projeto do Governo do Estado. O isolamento é um processo difícil que debilita emocionalmente os pacientes, essa medida vem possibilitar uma interação, ainda que virtual, com a família. O que ameniza a saudade e auxilia a sanar a necessidade que existe de um ver ao outro”, explicou o Dr. Marcelo Cavalcanti, diretor geral do HMV. 

As visitas virtuais serão realizadas para todos os pacientes internados acometidos pela Covid-19. No caso de pacientes sem capacidade verbal, o contato será feito via chamada de voz, para que os familiares posso expressar algo para o paciente. Informações sobre o boletim de saúde continuarão sendo repassadas de segunda a sexta, por meio do call-center do HMV, diariamente para pacientes da UTI, e em dias alternados para pacientes da enfermaria.

 

 

Ação tem por objetivo a diminuição do risco de contágio dentro da unidade

 

Visando minimizar os riscos de infecção pelo novo coronavírus, o Hospital Mestre Vitalino está adotando medidas de controle de acompanhantes. A ação visa reduzir a proliferação da doença e proteger pacientes, acompanhantes e colaboradores. Para isso, durante esta semana está sendo feito um trabalho educativo para informar os familiares sobre as novas determinações. Durante este momento da pandemia, apenas os pacientes da Clínica Pediátrica terão autorização para seguir com acompanhantes.

Como já divulgado anteriormente, as famílias receberão informações sobre o boletim de saúde, em dias alternados, de segunda a sexta, via call-center do HMV. “Neste momento, o Hospital Mestre Vitalino tem feito um trabalho preventivo para evitar o risco de contágio dentro da unidade. Iniciamos com a suspensão temporária das visitas e agora seguimos com um novo protocolo para acompanhantes. A ideia é proteger a todos e favorecer o combate a este inimigo invisível”, esclarece o Dr. Marco Túlio, diretor médico do HMV.

O Hospital Mestre Vitalino é referência para os atendimentos de pacientes infectados pelo novo coronavírus nas 4a e 5a regiões de saúde de Pernambuco. Até o momento a unidade já atendeu 72 pacientes com Covid-19, e segue elaborando medidas de prevenção e ampliando as ações de combate ao vírus.

 

 

Na tarde de ontem (20), um paciente de 44 anos da cidade de João Alfredo teve alta hospitalar após 44 dias de internamento. Ele havia recebido alta da UTI no dia 10 de maio, após 35 dias de internação e 31 em ventilação mecânica. Nos últimos nove dias, o paciente estava em fase de conclusão do tratamento na enfermeira Covid-19.

A esposa do paciente, Josefa Barbosa, viveu dias de grande apreensão junto com a família e recorreu a fé para superar este período. “Eu fiz uma promessa a Nossa Senhora Aparecida para que meu marido ficasse bom. Se isso acontecesse, prometi que ele sairia do HMV com a imagem dela. Estou muito feliz por ver esse dia chegar. Só tenho que agradecer a Deus, a Nossa Senhora e a cada profissional desse hospital que cuidou tão bem dele”, contou.

 

 

Readequação da unidade possibilitou o aumento de leitos

 

Com o crescimento de casos de infecção pelo novo coronavírus, o Hospital Mestre Vitalino (HMV), localizado em Caruaru, disponibilizou nesta quarta (20), 10 leitos de UTI para tratamento da Covid-19. Este aumento foi realizado por meio de uma readequação e redistribuição dos leitos já existentes.

Tendo em vista que neste período há setores com menor demanda, a unidade redistribuiu os leitos e 10 deles ficaram disponíveis para auxiliar no enfrentamento da pandemia. “Junto com nossa direção médica e o gabinete de crise, desde o início do crescimento da doença no interior, estamos traçando medidas internas para melhor funcionamento da unidade. Na última semana estudamos a possibilidade de readequação do nosso quantitativo de leitos e conseguimos separar mais 10 deles para os pacientes com Covid-19”, explicou o diretor geral do HMV, Dr. Marcelo Cavalcanti. 

As 10 vagas serão disponibilizadas na Central de Leitos, que é responsável pela regulação e encaminhamento dos pacientes. Com essa ação, o HMV totaliza 40 leitos de UTI para tratamento da Covid-19, lembrando que a unidade dispõe ainda de 25 leitos de enfermaria.  Recentemente o HMV foi contemplado com um hospital de campanha que está em construção no pátio da unidade, neste espaço estarão disponíveis 104 leitos, sendo 76 de internação clínica, 26 de tratamento semi-intensivo e 02 de estabilização.

 

 

Localização

© 2017-2020 Hospital Mestre Vitalino. Todos os direitos reservados