Nesta última sexya-feira (20), a Organização Social em Saúde do Hospital Tricentenário completou um ano de gestão do Hospital Mestre Vitalino (HMV). A unidade 100% SUS é a maior e mais moderna do interior de Pernambuco, com mais de 47 mil metros quadrados. O investimento para construção foi de 102 milhões de reais, com verbas do governo Federal e Estadual.

Ao longo de um ano, o hospital abriu novos leitos, inaugurou o Centro Cirúrgico e continua sendo referência em atendimento humanizado para mais um milhão de habitantes que residem em 53 municípios que compõe a 4ª e 5ª região de Saúde.

Para lembrar a data, a direção do HMV elaborou uma programação religiosa com a presença do pastor Elenilson Gonçalves e os padres Janailton Alves e Francisco que abençoaram os pacientes, acompanhantes e colaboradores da unidade.

O encontro contou também com a presença do Gestor Administrativo da Organização Social em Saúde do Tricentenário, Dr. Gil Brasileiro; o Diretor Geral do HMV, Dr. Marcelo Cavalcanti; o Diretor Médico, Marco Túlio; o Promotor de Justiça, Paulo Augusto;  o Prefeito eleito de Brejo da Madre de Deus, Hilário Paulo, além de outros diretores e coordenadores de diversos setores da unidade.

Durante a solenidade, Dr. Gil Brasileiro afirmou que a Organização Social em Saúde do Tricentenário trabalha com seriedade e honestidade. “É importante lembrar que quando assumimos o HMV, mantivemos todo o quadro de servidor já existente e valorizamos a mão de obra local. Todos são excelentes funcionários e vão continuar conosco por muitos anos. Juntos, vamos levar mais saúde de qualidade para a população do interior do Estado de Pernambuco.”, destacou.

O Promotor de Justiça Paulo Augusto também enalteceu o serviço de excelência que é prestado no HMV. “Acompanhei de perto a transição das Organizações Sociais (O.S) para o Tricentenário assumir a gestão do HMV e, após um ano, estou agradecido a Deus pela oportunidade de celebrar um ano da nova  O.S. no HMV. O país vive um momento de crise ética, moral, política e financeira. Mas nem tudo é desesperança. Ainda há pessoas e gestores comprometidos com o povo. O HMV é exemplo de esperança, pois não tenho dúvida que é uma das melhores unidades de saúde pública do país e isso é atestado pelo Ministério Público, pois estamos sempre acompanhando o trabalho de vocês. Que esse compromisso abraçado, se perpetue e que possamos sempre dar esse testemunho. Que Deus abençoe todos.”, declarou.

 

Recentemente, o HMV implantou a equipe de Organização de Procura de Órgãos (OPO). Os membros já estão participando de capacitações em Recife por meio de instituições como a Associação Brasileira de Transplante de Órgãos em parceria com a Central de Transplante de Pernambuco.

Um dos objetivos da OPO é criar rotinas para oferecer aos familiares de pacientes falecidos, com morte encefálica, nos hospitais de sua área de abrangência, a possibilidade de doação de órgãos e tecidos; promover a articulação com as equipes encarregadas da verificação de morte encefálica visando assegurar que o processo seja ágil e eficiente, dentro dos parâmetros éticos.

De acordo com Renilde Melo, Coordenadora Geral de Enfermagem, a implantação da OPO no Hospital Mestre Vitalino contribuirá ainda mais na busca de potenciais doadores objetivando o aumento do número de transplantes, e consequentemente, uma redução da fila de espera.  “Além de promover ações de sensibilização visando dar maior agilidade no processo de transplantar órgãos.”, complementou Renilde.

A direção do Hospital Mestre Vitalino recebeu denúncias nos últimos dias sobre tentativas de extorsão às famílias de pacientes internados na unidade. Esse mesma situação ocorreu no início deste ano. Os familiares relataram que teriam recebido ligações telefônicas de pessoas se passando por médicos ou profissionais de saúde informando sobre a necessidade de pagamento para realização de algum procedimento, medicação ou outro atendimento relacionado ao paciente.

Nestes casos, a orientação do HMV, é que a família entre em contato imediatamente com o Hospital pelo telefone (81) 3725-7913 e informe o ocorrido. Além disso, a recomendação é que os familiares não efetuem nenhum tipo de transação bancária ou pagamento antes de entrarem em com a emergência.

“Infelizmente pessoas de má fé estão realizado esta tentativa de extorsão, efetuando ligações para os familiares dos pacientes internados no HMV, se passando por médicos ou profissionais de saúde. Nós queremos alertar a população para esta situação, e informar que o Hospital não realiza este tipo de contato, uma vez que todos os nossos atendimentos e serviços são gratuitos”, alerta Marcelo Cavalcanti, diretor geral do HMV. 

 

O Hospital Mestre Vitalino (HMV) começa a ofertar atendimento aos pacientes transplantados a partir desta quarta-feira (10). Nesse primeiro dia, já foram agendadas cerca de 30 pessoas. As consultas ficarão a cargo da médica nefrologista Willma Lola, a mesma que atendia na Santa Efigênia.

De acordo com Noemy Gomes, Coordenadora da Central de Transplantes, só serão atendidos no HMV, os pacientes que fizeram a cirurgia de transplante em Caruaru. “É importante destacar que os pacientes caruaruenses que fizeram suas cirurgias em Recife continuarão fazendo suas consultas em Recife. Essa decisão não é da Secretaria de Saúde, mas da própria equipe médica que realizou o transplante.”, afirmou.

O atendimento ambulatorial no HMV ocorrerá todas as quartas-feiras e espera-se receber um público de cerca de 200 pacientes. Para as marcações da primeira consulta, elas são realizadas pela Secretaria de Saúde de Caruaru. Já as marcações subsequentes ocorrerão no próprio HMV.

 

O Ministro da Saúde, Ricardo Barros, nesta última segunda-feira (4), descerrou placa em homenagem póstuma a Eduardo Campos, como o idealizador do Hospital Mestre Vitalino (HMV). O Ministro cumpriu agenda no Agreste durante todo o dia percorrendo, além do HMV, a UPAE e a Prefeitura de Caruaru onde participou de uma reunião com dezenas de prefeitos e secretários de saúde.

No HMV, a comitiva percorreu as UTIs adulto e pediátrica, ambulatórios para diagnóstico de microcefalia, a sala de tomografia, além das principais recepções e urgência e emergência. Para Ricardo Barros, Eduardo Campos foi um grande político em Pernambuco e estava se projetando nacionalmente. “Ele foi considerado como um dos melhores governadores do país. E andando por essas unidades de saúde, além de outras obras estruturadoras, observo que ele tinha a preocupação com o desenvolvimento do interior do Estado.”, destacou.

O HMV completou, recentemente, dois anos de funcionamento, e já realizou mais de 30 mil atendimentos. A unidade, que teve um investimento de mais de R$ 100 milhões na sua construção e equipagem, é referência em clínica médica, pediatria, neurologia e oncologia para todo o Agreste pernambucano.

Participaram da visita ao HMV, o secretária de saúde do Estado, Iran Costa, o gestor administrativo- financeiro da Organização Social Tricentenário, Gil Brasileiro; o diretor geral do HMV, Marcelo Cavalcanti, o vice- prefeito de Caruaru, Jorge Gomes, além de prefeitos e vereadores de diversos municípios.

 

Localização

© 2017-2020 Hospital Mestre Vitalino. Todos os direitos reservados