O Hospital Mestre Vitalino (HMV) passa a oferecer, a partir desta terça-feira (11), o atendimento especializado em gastropediatria. Por semana, serão 20 consultas realizadas sempre as terças-feiras, mesmo dia dos demais atendimentos ambulatoriais para as crianças com Síndrome Congênita do Zika/Microcefalia.   

“A Secretaria Estadual de Saúde identificou esta demanda, e como o HMV é referenciado para o atendimento de crianças com microcefalia, estamos ofertando estas consultas inicialmente para atender a demanda reprimida desses pacientes, e depois para as demais crianças”, explicou o diretor do Hospital Mestre Vitalino, Dr. Marcelo Cavalcanti.

Todas as consultas serão reguladas por meio da Central de Regulação da IV Geres, que recebe as solicitações das secretarias de saúde dos municípios que estão em sua área de abrangência. No caso em que as crianças forem atendidas por um neuropediatra da própria unidade e for identificada a necessidade da consulta com o gastroenterologista, esse encaminhamento será feito internamente.

Hoje, o Mestre Vitalino é referência para os moradores dos 32 municípios que compõem a IV Gerência Regional de Saúde e acompanha, atualmente, um total de 67 crianças com a Síndrome Congênita do Zika.

O Hospital Mestre Vitalino retomou ontem (04) os seminários de qualificação das equipes engajadas no atendimento. A formação  é voltada para enfermeiros, médicos, residentes, entre outros profissionais envolvidos na assistência.  “Os seminários promovem uma interação entre as diversas categorias da saúde, gerando capacitação multiprofissional”, explicou a coordenadora de ensino e pesquisa do HMV, Joana Jatobá. Os encontros serão realizados todas as terças-feiras, a partir das 11h.

 

Ontem (15) e hoje (16), seis integrantes da Organização de Procura de Órgãos do Hospital Mestre Vitalino estão participando de um curso promovido pela Central de Transplantes de Pernambuco. A formação tem como objetivo capacitar os profissionais envolvidos no processo de doação de órgãos e tecidos. O público alvo são enfermeiros e médicos que trabalham nas Organizações de Procura de Órgãos (OPO) e nas Comissões Intra Hospitalares de Doação de Órgãos e Tecidos (CIHDOTT).

A programação do curso passa pelas temáticas da evolução de transplantes e doação em Pernambuco, critérios de detecção e seleção de potenciais doadores, processo de captação de órgãos (meios de preservação e transporte), diagnósticos neurológicos de morte, logística do processo de doação, critérios de distribuição de órgãos e tecidos, aspectos éticos e legais e entrevista familiar.

“Esse curso vai ajudar as equipes a desempenharem um trabalho de excelência. Oferecendo aos pacientes que estão na lista de espera por um transplante, a oportunidade de continuarem vivendo”, explica a coordenadora da OPO no HMV, Ana Karla Costa. Atualmente Pernambuco conta com quatro equipes da OPO. As aulas estão sendo realizadas na Agência de Cursos, em Recife.

 

Para diminuir a espera pela realização do exame de tomografia computadorizada, o Hospital Mestre Vitalino passou a atender neste mês de março os pacientes do Hospital Regional do Agreste. Por mês serão disponibilizados 100 exames de pacientes provenientes tanto da emergência quanto do internamento. Estes atendimentos serão todos regulados, ou seja, o HRA irá definir e comunicar os encaminhamentos.

“Em acordo com a Secretaria de Saúde de Pernambuco, nós passamos a atender essa demanda do Hospital Regional do Agreste. A medida é muito importante, pois irá auxiliar nos diagnósticos e evitar que o paciente permaneça mais tempo na unidade de saúde devido a não realização do exame”, explicou a coordenadora de enfermagem do HMV, Renilde Melo.

Serão realizadas cinco tomografias por dia, de segunda a sexta, que podem ser tanto com contraste, como sem contraste; ou com sedação, e sem sedação. Os atendimentos não têm restrição de idade. Os pacientes encaminhados do internamento serão recebidos na recepção do Centro de Imagem do HMV, enquanto os pacientes da emergência do HRA serão recebidos na recepção da emergência do HMV para passarem por uma avaliação do médico plantonista antes da realização do exame. 

Após ser diagnosticada com tumores no intestino e fígado, a atleta Cleide Onofre, que recebeu alta ontem (16) da clínica médica do Hospital Mestre Vitalino, vai contar com o apoio dos grupos de corrida de Caruaru para realização do tratamento.

No próximo domingo (19), os atletas dos grupos Corrida Livre, Crazy Runners, Caruaru Runners, Street Runne, Tribo of Runners, Lets Run e Klango Runners irão promover o 1º Treinão da Amizade e da Solidariedade. A concentração será a partir das 6h, na avenida Agamenon Magalhães, na altura do Hospital São Sebastião, e a largada está marcada para 6h30.

Todo o dinheiro arrecadado com a corrida será destinado ao tratamento da atleta. Cleide Onofre é corredora e já foi premiada em várias competições locais.

Localização

© 2017-2020 Hospital Mestre Vitalino. Todos os direitos reservados