O Hospital Mestre Vitalino promove mensalmente uma série de seminários de educação continuada para as equipes engajadas no atendimento. A formação é voltada para enfermeiros, médicos, residentes, entre outros profissionais envolvidos na assistência. Para os meses de setembro e outubro, a unidade montou uma programação que conta com nove seminários.

 

Os profissionais de saúde de Caruaru e região também podem participar das atividades. Para isso basta comparecer na data, de preferência portando jaleco, e se apresentar na recepção do Hospital Mestre Vitalino, que fica localizado na avenida Amazonas, 175, bairro Universitário, às margens da BR-104. 

 

Todas as atividades serão realizadas no Auditório do HMV, a partir das 14h.

 

 

 

05/09 - Distúrbios da Motilidade TGI

 - Estase gástrica (DRGE)

 - Síndrome De Ogilvie 

 - Constipação 

 - Diarreias 

Ministrado por Dr Crystiano Dias - Gastroenterologista/plantonista intensivista do HMV

 

12/09 - Controle glicêmico 

Ministrado por Beatriz Deodato - Enfermeira diarista da UTI ll do HMV

 

19/09 - Radiologia Parte ll

- TC de abdômen 

- RX de abdômen 

- USG de abdômen

Ministrado por Dr. Oscar Gomes - Radiologista do HSE

 

26/09 - Sonda Vesical de Demora

- Quando?

- Como?

- Complicações

Ministrado por Dr. José Ronaldo – Urologista do HMV

 

03/10 - IAM/ DAC  ENFOQUE CIRÚRGICO 

Ministrado por Dr. Hemilton Moura - Cirurgião Cardiovascular 

 

10/10 - USG FAST/ EMERGÊNCIA/ UTI

Ministrado por Dr. Ronaldo Souto - Anestesista/Intensivista e Dr. Rui Behar - Cirurgião Vascular /Intensivista 

 

17/10 - USG FAST/ EMERGÊNCIA/ UTI – PARTE II

Ministrado por Dr. Ronaldo Souto - Anestesista/Intensivista e Dr. Rui Behar - Cirurgião Vascular /Intensivista 

 

24/10 - EFEITOS ADVERSOS DA VM

- Como Evitar? 

- Como Corrigir?

Ministrado por Dra. Lara Torres - Mestranda Fisioterapia Intensivista 

 

31/10 - Distúrbios do Sono

- Como dormir melhor?

Ministrado por Dr. Eraldo Simões - Pneumologista

 

Intitulado de “Estação Leitura”, o projeto de arrecadação de literaturas é uma parceria entre o Serviço de Psicologia do HMV e a Comissão de Humanização. A campanha visa arrecadar livros que serão levadas aos leitos uma vez por semana para os pacientes que desejarem. São aceitos qualquer obra de romance, ficção, aventura, histórias infantis, revistinhas, gibis, caça palavras, palavras cruzadas, revistas de colorir, entre outros. A campanha aceita livros novos ou velhos, desde que estejam em bom estado.

 

“A iniciativa tem por objetivo levar um pouco de entretenimento aos pacientes que estão internados em nossa unidade. Essa é também uma maneira de doar a eles um pouco de alegria, tocando o imaginário e promovendo bem estar, em meio ao momento de tratamento que estão passando”, explica a psicóloga Sheyla Martins.

 

As doações podem ser realizadas em qualquer horário, nas caixas que estão disponíveis na recepção principal e na recepção da emergência, da sede do HMV, que fica localizando na avenida Amazonas, 175, bairro Universitário, às margens da BR-104.

 

Na manhã desta segunda (17), a deputada Laura Gomes visitou o Hospital Mestre Vitalino para conhecer o serviço de hemodiálise, que passou a funcionar com equipamento próprio na última quinta (13). Na oportunidade, Laura esteve com o diretor do HMV, Dr. Marcelo Cavalcanti, e a gerente geral de enfermagem, Renilde Melo, que apresentaram o espaço e conversaram sobre a importância do serviço para os pacientes internados na unidade. Laura Gomes colocou-se à disposição para dar o suporte legislativo e, ao percorrer as diversas clínicas do hospital, destacou a ação da Secretaria de Saúde que “depois de implantar a cirurgia cardíaca no HMV, como evento pioneiro no interior de Pernambuco, agora o Governo Estadual instala um serviço de hemodiálise, em mais uma iniciativa para melhorar a qualidade de vida da população".

 

Em celebração ao Dia dos Pais, comemorado no próximo domingo (13), o Hospital Mestre Vitalino preparou uma programação para homenagear os pais internados, os colaborados que são pais, e os pais das crianças que estão em tratamento na unidade.

 

Para os colaboradores, o HMV promoverá um almoço especial na próxima sexta (11) e no domingo (13). Já as crianças da pediatria estão confeccionando um diploma de “melhor pai do mundo” com desenhos e mensagens, para entregarem na data. No domingo, os pais internados na unidade serão reunidos em um grupo, no horário de visitas, onde receberão mensagens e homenagens em honra pelo seu dia.

 

As ações foram planejadas pela equipe de humanização da unidade para que todos tenham a possibilidade de festejar esta data, ainda que no ambiente hospitalar.

 

No primeiro semestre deste ano, Pernambuco realizou 516 transplantes de córnea. O número é 28% maior do que o mesmo período do ano passado, com 404 procedimentos. Para alcançar esse crescimento, é preciso ressaltar o trabalho das equipes das Comissões de Transplantes dos hospitais do Estado e das Organizações de Procura de Órgãos, que são os profissionais responsáveis pela busca dos potenciais doadores falecidos nas unidades hospitalares.

 

Entre as cinco unidades hospitalares que mais captaram córneas em 2017 estão o Hospital da Restauração (83), Imip (82), Hospital de Câncer (64), Hospital Regional do Agreste (34) e Hospital Miguel Arraes (32). No Agreste, além do HRA (quarto lugar), o Hospital Mestre Vitalino, com 21 captações, também está no ranking, alcançando a nona colocação.

 

Com esse aumento, a partir deste mês de julho, todo paciente que tiver indicação para um transplante de córnea, depois de realizar os exames necessários para ser inscrito na fila de espera, fará o procedimento em até 30 dias. Isso significa que, novamente, Pernambuco conseguiu atingir o status de córnea zero. O Estado já tinha alcançado esse status em janeiro de 2013, mantendo até 2015.

 

Qualquer paciente que falece em unidade hospitalar, seja por morte encefálica ou por parada cardíaca, pode doar a córnea, que, após a retirada, dura até 14 dias. A Central de Transplantes reforça que são poucos os casos de contra-indicação para a doação, como infecção por HIV ou outras infecções virais (rubéola, meningoencefalite). "Pacientes com diagnóstico de câncer não pode doar órgãos, mas podem doar a córnea, a única parte do corpo que tem a chance de não ser comprometida. A única exceção é a leucemia", diz Noemy. Para que haja a doação, de acordo com a legislação brasileira, um parente de até segundo grau precisa autorizar, "por isso a importância de conversarmos com nossos familiares sobre o assunto e externar nosso desejo de ser doador", frisa a coordenadora da Central de Transplantes de PE, Noemy Gomes.

 

AUMENTO NOS TRANSPLANTES – Além do status zero para córnea, a Central de Transplantes de Pernambuco também tem comemorado o aumento nos transplantes de órgãos e tecido em geral. No primeiro semestre, foram efetivados 919 transplantes, um aumento de 26,41% em relação a 2016, com 727 procedimentos. O destaque fica por conta de dos dados de coração, que saíram de 19 no primeiro semestre de 2016 para 28 no mesmo período deste ano, um acréscimo de 47%.

 

FILA DE ESPERA – Atualmente, 1.021 pessoas estão na fila de espera por um órgão ou tecido. O maior quantitativo é para rim (775), seguido de córnea (146), fígado (71), medula óssea (16), coração (9) e rim/pâncreas (4).

 

 

 

* Informações da Secretaria Estadual de Saúde - PE

Localização

© 2017-2020 Hospital Mestre Vitalino. Todos os direitos reservados