A direção do Hospital Mestre Vitalino (HMV) deu posse, nesta última quinta-feira (02), à nova Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA). O objetivo é que ela atue na prevenção de eventuais acidentes que podem ocorrer na unidade com seus colaboradores, pacientes ou acompanhantes. A Comissão é composta por 22 funcionários, sendo que 11 foram eleitos pelo quadro total de colaboradores do HMV. Os demais foram indicados pela direção do HMV.

A Comissão passou por um treinamento de duas semanas, compreendendo 20h de atividades teóricas e práticas que abordaram o tema segurança. Os integrantes tiveram treinamento como brigada de incêndio, aulas de primeiros socorros e segurança do trabalho.

Para a Presidente da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, Renilde Melo, essa comissão visa observar e relatar de forma mais qualificada as condições de risco nos ambientes de trabalho a fim de reduzir ou até eliminar riscos existentes.

 

Na tarde desta quarta-feira (11), pacientes do Hospital Mestre Vitalino receberam a visita da imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida. A Direção da unidade recepcionou os fiéis e percorreu com a imagem pelas principais alas das enfermarias do setor adulto, pediátrico e oncológico, além das UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) e recepção.

Hinos marianos foram entoados e muita emoção tomou conta de quem acompanhou toda a movimentação. Segundo o Diretor Geral do HMV, Marcelo Cavalcanti, a organização do evento ficou na responsabilidade da Comissão de Humanização. “Nossa meta é tornar cada dia mais o nosso serviço médico-hospitalar acolhedor, humano e justo. Por isso, criamos uma comissão permanente que fica responsável por desenvolver esse tipo de atividade”, destacou Cavalcanti.

 

O Hospital Mestre Vitalino (HMV) elaborou uma programação especial para lembrar o Dia Mundial de Higienização das Mãos que aconteceu nesta quinta-feira (05). Uma série de ações foi desenvolvida ao longo do dia. Os acompanhantes e funcionários receberam brindes de álcool gel e sabonetes líquidos e também foram orientados sobre a importância de manter as mãos limpas.

Para a enfermeira do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar do HMV, Dalma Maciel, o hábito de lavar as mãos previne e reduz infecções, promovendo a segurança de pacientes, profissionais e demais usuários dos serviços de saúde. “A simples utilização de água e sabão, na maioria das vezes, pode interromper a cadeia de transmissão de várias doenças.”, explica Maciel.

Vale destacar que as dez doenças mais comuns por falta de higiene correta são: infecção estomacal, respiratória, gripes, resfriados, diarreia, doenças de pele, espinhas, dor de garganta, infecções no ouvido e erupções na pele. Elas podem ser evitadas com a limpeza das mãos frequentemente. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é possível reduzir em até 40% a incidência de infecções, como a diarreia, com o simples ato de lavar as mãos.

 

Para o dia das mães, a Comissão de Humanização do HMV realizará nesta próxima terça-feira (10), uma manhã de beleza para as mães de bebês que estão com caso fechado para microcefalia, além de mães que estão com seus filhos internados na UTI e enfermaria pediátrica. A expectativa é que cerca de 50 mulheres participem do evento. Serão ofertadas maquiagens e escovas de cabelo, além de um reforçado café da manhã.

Nesta sexta-feira (6) também está prevista a apresentação do Projeto Alegria do Mestre em que os profissionais de saúde da unidade irão se caracterizar doutores da alegria e convidarão as mães para participarem de uma homenagem que envolverá músicas e distribuição de brindes, a partir das 15h, no hall do primeiro andar do HMV. 

Onze casos foram confirmados e encaminhados para acompanhamento multiprofissional

 

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) e o Hospital Mestre Vitalino (HMV), localizado em Caruaru, divulgaram nesta segunda-feira (2) o balanço do 2º mutirão para diagnóstico em bebês com suspeita de microcefalia que aconteceu na última sexta (29). O HMV recebeu 118 bebês, sendo que onze deles tiveram diagnóstico fechado para a doença. As crianças são da Região Agreste e Sertão e, a partir desta semana, iniciarão um acompanhamento multiprofissional em unidades de referência do Estado de Pernambuco, composta por fonoaudiólogos, fisioterapeutas, oftamologistas, dentre outros.

Mesmo após o término do mutirão, o HMV continuará atendendo a população infantil para o diagnóstico de microcefalia. O agendamento continua por meio da Central de Regulação de Leitos do Estado que já encaminham os bebês para a unidade. A Central oferta 25 vagas por semana, todas as terças-feiras. Os bebês passam por avaliação especializada com neuroperiatra e fazem tomografia computadorizada e exames que LCR que complementa o diagnóstico.

 

 

Localização

© 2017-2019 Hospital Mestre Vitalino. Todos os direitos reservados